New York City Pass: vale a pena?

1

Museu Guggenheim

O assunto hoje é o New York City Pass, um ingresso múltiplo que te dá direito a escolher seis atrações, dentre nove, de Nova York. Como já falei em um outro post, eu fiz um mini-intercâmbio de 1 mês em Nova York e o New York City Pass foi um presente da agência de viagens que escolhi. Como foi um presente, eu utilizei ele e vou te contar tudinho.

SCAN0093

Peguei a imagem na internet, mas o City Pass é assim (olhe a data ali, de 2014, no caso)

Atualmente o NY City Pass está 116 dólares (adulto) e 92 dólares (jovens de 6 a 17 anos). De acordo com o site (que tem a versão em português) esses preços são promocionais. Sem o desconto, eles custam, respectivamente, 194 e 175 dólares.

7

Empire State

O que o ingresso inclui? Empire State Building, Museu Americano de História Natural, The Metropolitan Museum of Art (MET), Top of the Rock ou o Museu Guggenheim, Estátua da Liberdade e Ilha Ellis ou Cruzeiros da Circle Line e, por fim, o Memorial e Museu do 11 de Setembro ou Museu Intrépido do Mar, Ar e Espaço.

6

Museu Americano de História Natural

O que eu fui? Pelo New York City Pass eu visitei Empire State, o Museu Guggenheim, Museu de História Natural ,a Estátua da Liberdade e o Memorial e Museu do 11 de Setembro.

2

Memorial 11 de Setembro

Porque eu não incluí o MET? Porque além de ir quase no fim da minha viagem (e o bilhete já tinha expirado), o MET é um museu que você escolhe quanto pagar.

6

Museu 11 de Setembro

Mas como assim? Há um prazo para o New York City Pass? Sim, existe. A partir da primeira atração, você terá 9 dias para utilizar o restante. Então, ele é até válido em casos de viagem de curta duração. No meu caso, em que tive 30 dias e ainda estudava, eu tentei encaixar todas essas atrações nesse prazo, que considero relativamente curto.

2

Estátua da Liberdade

Um ponto positivo é que em casos que você deve escolher uma atração, você terá um pequeno desconto. No caso da escolha entre o Top of the Rock e o Guggenheim, em que a escolha foi pelo museu, ganhei um desconto de 4 dólares para o Top of the Rock. Não é um SUPER desconto, mas já é alguma coisa, né?

8

Guggenheim

Mas, exatamente nessa escolha aí, eu fui bem burra, rs. Por quê? Porque eu olhei rápido na internet e achei um preço antigo do ingresso do Top of the Rock e acabei escolhendo o Guggenheim imaginando que a entrada normal de ambos era de 25 dólares. Mas não era. O Top estava custando 32 dólares, enquanto o Guggenheim 25 dólares. Ou seja, fiz a matemática errada.

4

Vista do Empire State

Então, a dica é: acesse os sites oficiais de cada atração e veja se compensa MESMO a escolha que está fazendo. Eu AMO museus, mas entrada de museu em Nova York é cara, não tem jeito. Então, prepare-se para uma média de 25 dólares.

IMG_0090

MET

O que não te contam (ou você não lê direito)

5

Museu Americano de História Natural

Uma coisa que você deve prestar atenção ao escolher comprar o New York City Pass é o que você, de fato, quer ver. Ou o que, de fato, verá.

3

Observatório One World

Mas por quê? Porque, por exemplo, no caso da Estátua da Liberdade, o passe te dá o direito de ir até a Estátua, mas não de subir nela. Para subir até a estátua, você deve comprar o ingresso antecipado. Não, não dá para comprar quando você já estiver lá (ouvi dizer que, na verdade, depende também da estação do ano, em algumas supostamente daria para comprar, mas não achei nada rápido na internet. Se souberem, me avisem).

10

Indo para a Estátua da Liberdade

Outro ponto é que, mesmo sendo meio óbvio, no caso do Memorial e Museu do 11 de Setembro, você só tem realmente direito a parte externa (com aquela fonte e os nomes das vítimas), que é o Memorial, e a parte interna com partes despedaçadas das torres e fotos das vítimas, que é o Museu. Porém, uma das partes mais legais que tem ali na região e do ladinho do Museu e Memorial é o Observatório do (novo) World Trade Center, ou, One World Observatory. Sério, eu não perderia esse passeio. Só que ele é à parte e custa 34 dólares.

IMG_0129

MET

Conclusão

3

Empire State

A conclusão que chego do New York City Pass é que, pra mim, compensou. Porém, compensou porque eu ganhei e não perderia a oportunidade de aproveitá-lo.

IMG_0221.JPG

Top of the Rock

Só que é você que tem que fazer o cálculo. Você quer ver todas essas atrações? Se você não fizer o modelo “turistão”, eu nem aconselho ir a algumas delas. Me estressei, por exemplo, com a quantidade de gente no Empire State, mas, ao mesmo tempo, o Top of the Rock estava lotado e eu não liguei, porque achei a vista incrível.

10

Indo para Estátua da Liberdade

Eu certamente vou voltar ao Guggenheim, mas não tenho vontade alguma de visitar novamente a Estátua da Liberdade.

IMG_0225

Vista do Top of the Rock

Então, faça os cálculos, defina prioridades (principalmente em viagens curtas) e a partir daí, veja se o New York City Pass compensa. Eu já usei modelos parecidos de tickets em viagens à Roma e Paris e achei compensatório. Posts em breve 🙂

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s